logo

ARQUITETO (A) DA SEMANA: ZAHA HADID

Ontem estreei este espaço com um post de boas-vindas, recebi muitas mensagens de apoio e incentivo, agradeço muito! 🙂 Hoje, começo a #compartilharexperiencias de fato com vocês! Neste post, vou falar sobre uma arquiteta que adoro e que influencia muito meu trabalho: Zaha Hadid. Ela projeta fachadas de edifícios com formas curvas, faz brincadeiras inusitadas entre materiais contrastantes, e traz soluções inovadoras que tem muito apelo estético que inspiram o meu traço na hora de projetar, me levando a pensar “fora da caixa”. Segundo ela, “as pessoas estão interessadas em projetos que fazem a fantasia se tornar realidade”. Esta frase me arrepia porque é exatamente este o sentimento na hora de projetar!

Zaha foi a primeira mulher a receber o RIBA, premiação que a reconheceu como uma lenda em arquitetura. Vou colocar aqui alguns dos projetos dela que me inspiram e como procuro mostrar essa influência nos meus ambientes.

1) CURVAS OUSADAS

Centro Cultural Heydar Aliyev, Azerbaijão. Projeto: Zaha Hadid, 2012.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Zaha é conhecida pelo uso inusitado da forma curva nos seus projetos de edifícios e pavilhões. O Centro Cultural Heydar Aliyev, no Azerbaijão, é um de seus prédios mais aclamados: a onda curva traz fluidez e enche os olhos com sua beleza arquitetônica!

Projeto de suíte em apartamento na Rua Florida, bairro Itaim Bibi, São Paulo - SP.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No meu projeto de quarto acima, usei a referência curva nas camadas de fórmica laqueada na cabeceira da cama com ondas de LED embutidas em cada desenho. Um destaque bem conceitual e inovador para dormitórios!

 

2) FORMAS GEOMÉTRICAS SOBREPOSTAS

Projeto do CAC (Contemporary Arts Center) em Chicago, EUA, por Zaha Hadid, 2003.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Me inspiro bastante em composições de formas geométricas sobrepostas em fachadas de prédios da Zaha, como o Contemporary Arts Center (CAC) em Ohio, nos EUA.

Living em Alphaville, São Paulo - SP.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paineis de marcenaria com formas geométricas brincando com iluminação e sobreposição são recursos estéticos que adoro usar em projetos de sala ou de quarto para dar movimento, brincar com a profundidade e trazer um ponto de interesse que pode substituir uma cabeceira ou um quadro, um revestimento ou mesmo a cor da parede, como no caso desta sala em Alphaville, que tem um painel de marcenaria com composição de retângulos brancos atrás do sofá.

 

3) TETO VAZADO COM ESTRTUTURA APARENTE

Guangzhou Opera House, projeto de Zaha Hadid na China, 2010.

Para projetar esta Casa de Ópera em Guangzhou, na China, Zaha se influenciou pela conexão arquitetura-natureza, o movimento e a fluidez dos vales de riachos, para criar um clima “dramático” com esta treliça metálica revestindo a cobertura de parte da estrutura.

 

Garage Lounge Renault Camila Klein na Casa Cor SP 2015. Foto: Renato Bueno.

A Casa de Ópera foi uma grande inspiração para o meu projeto do Garage Lounge da Renault na Casa Cor 2015. A estrutura de treliça de madeira, projetada no meio de um jardim, do meu lounge foi muito inspirada nas linhas entrelaçadas e pregadas do projeto da Ópera, que ajuda definir zonas diferenciadas dentro do edifício.

E vocês? Quais são seus arquitetos prediletos? Comentem com alguns dos projetos deles que vocês mais se identificam, vou adorar dar uma espiada 😉

Um beijo e bom final de semana a todos!

  • Share

5 Responses

  1. Oi Camila. Gosto muito do traço de Tom Wright. Quando vi o edifício Burj Al Arab, em Dubai, eu pensei: “Que obra de arte!” Depois disso fui me interessando cada vez mais por essa coisa maravilhosa chamada Arquitetura.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *