fbpx
logo

Projeto do dia: Mostra Artefacto B&C 2016!

Oi pessoal! Tudo bem?

No post de hoje, vou falar mais sobre um projeto deste ano que nos orgulhou muito (saiu inclusive em revista de arquitetura gringa!) – o nosso espaço na Mostra Artefacto B&C 2016. Inspirado em uma viagem insequecível que fiz para a Nova Zelândia, no final do ano passado, que me inspirou a projetar um hall de entrada, living, lounge de leitura e sala de jantar. A paleta de cores da base é neutra e em tons terrosos, com cores e texturas nos acessórios e detalhes. Veja abaixo as inspirações da viagem e como elas ajudaram no meu processo criativo:

Hotel Huka Lodge, onde me hospedei durante a minha viagem. Os tons sóbrios, as texturas das peles sintéticas, e a mistura de materiais (madeira, couro, linho), me inspiraram a criar um ambiente caseiro e aconchegante.

TENDAS

Tendas à beira da piscina – charme e conforto atemporais!

O “MPavillon”, em Melbourne, é uma estrutura temporária, composta por materiais e tecnologias desenvolvidas para a indústria aeroespacial, criando assim um dossel de “pétalas” translúcidas elevadas 4 cm acima do solo. As formas dessa estrutura me inspiraram à colocar um cobogó cimentício no meu espaço.

Vista geral do hall, e do living do nosso espaço. As texturas dos tapetes sobrepostos, do papel de parede e das almofadas, garantem o clima “cozy”, que me remete bastante aos ambientes que frequentei na minha viagem.

 

Lounge de leitura e espaço de jantar – pufes de pêlo sintético, lareira ecológica Ecofireplaces e um cobogó cimentício com quadros da artista Linda Dayan, apoiados no chão – recurso contemporâneo e despojado.

Logo na entrada, posicionamos um baú que serve de aparador. Se você tem algum perdido na sua casa, uma herança de família, é um toque pessoal bem peculiar usá-lo como mobiliário! E você pode apoiar objetos e quadros sobre, como nós fizemos no hall acima.

IMG_1075

Tons terrosos e estampas animais – combinação assertiva na hora de escolher as almofadas!

 

 

 

 

Uma exemplar da série “Marias”, da pintora colombiana Adriana Duque, foi posicionado com iluminação especial de requadro (ou “olho de moscou”) logo na entrada do espaço – sua beleza imponente nos emociona!

Comente abaixo o que mais te chamou a atenção no projeto, e um pouco das suas inspirações de viagem, vou adorar ler! Um ótimo resto de semana a todos, beijo CK 😉

  • Share

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *