logo

R.I.P. ZAHA HADID

Há pouquíssimo tempo escrevia aqui em um post como o trabalho de uma arquiteta influenciou na minha trajetória profissional. Pois esta arquiteta infelizmente se foi hoje, no dia 31 de março de 2016. Zaha faleceu aos 65 anos, e tinha acabado de receber o RIBA, sendo a única mulher a ganhar o tão cobiçado prêmio de arquitetura. Hoje, vou prestar uma última homenagem a esta grande profissional, cuja perda será sentida por todos os profissionais e amantes da arquitetura e do design do mundo ;(

Zaha Mohammad Hadid nasceu em Bagdá, no Iraque. Estudou Matemática em Beirute, no Líbano, antes de ir para a faculdade de Arquitetura, já em Londres, onde começou a trabalhar com alguns arquitetos famosos que foram seus professores, como Rem Koolhaas e Elia Zenghelis. Através de sua associação com Koolhaas, ela conheceu o engenheiro Peter Rice, que lhe deu todo o apoio e suporte em uma época em que seus trabalhos eram considerados completamente inacessíveis (meados dos anos 80). Nesta mesma época, ela estabelece sua base de trabalho em Londres, e mais para frente se torna cidadã naturalizada britânica.

Zaha partiu também para a carreira acadêmica: deu aulas em faculdades importantes como Harvard, Columbia e Yale. Ela também era membra honorária da Academia Americana de Artes e Letras, e era associada também ao American Institute of Architects.

Além de seus trabalhos arquitetônicos já consagrados, Zaha também se aventurou nas áreas de interiores, mobiliário, moda e design de produto. Ela projetou interiores para a Millenium Dome em Londres, móveis para uma casa de clube privado em Marylebone, o Z.CAR, movido à hidrogênio, O Moon System Sofa para a B&B Italia, a série de cadeiras Liquid Glacial, e incursões pela moda que achei bárbaras: uma parceria com a Lacoste no design de uma bota hi-fashion, e com a Melissa (lembram?) na produção de sapatilhas esculturais.

Seguem aqui alguns destes trabalhos que citei e ainda alguns de seu portfólio arquitetônico.

Descanse em paz, Zaha.

CK

Riverside Museum, em Glasgow, Escócia. Linhas apaixonantes! 🙂

Serpentine Sackler Gallery, em Londres.

Loja Stuart Whitzman em Milão, Itália. O neofuturismo também funciona em interiores!

Interior do Home House Club, em Marylebone.

Linha “Liquid Glacial” – mobiliário que imita a beleza dos blocos de gelo. Surreal!

Carro Z.CAR projetado por Zaha: modelo em 3 rodas, movido a hidrogênio.

Melissa design by Zaha Hadid – versão giga na frente da Galeria Melissa, em São Paulo.

 

  • Share

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *